Rock and Roll: Jovem Guarda

Erasmo Carlo

A Jovem Guarda foi um movimento cultural brasileiro da década de 60 que misturava música, comportamento e moda. Este movimento começou com um programa televisivo da TV Record que juntava Roberto Carlos com Erasmo Carlo e Wanderléa, dando origem a uma nova linguagem musical e comportamental. A sua principal influência era o rock and roll da década de 50 e 60 e o soul da Motown. Um dos catalisadores deste movimento foram os Beatles.

O seu nome é inspirado na frase do revolucionário russo Lenin, que dizia que “o futuro pertence à jovem guarda porque a velha está ultrapassada”.

O programa televisivo foi um fenômeno de audiências e levava centenas de jovens ao Teatro Record; no pico da popularidade, o programa chegou a ser visto por três milhões de espetadores só em São Paulo. Este fenômeno impulsionou a venda e lançamento de discos, roupa e diversos acessórios; influenciou a forma de vestir (calças boca de sino, mini-saia com botas de cano alto, …) e até a maneira de se comunicar (introdução de gíria e expressões como “legal, “mancada”,…) de muitos adolescentes dessa altura. Em 1968, Roberto Carlos abandonou o programa e a TV Record o cancelou.

No final da Jovem Guarda, os artistas tomaram caminhos diferentes; uns enveredaram pelo rock e a maioria pela música romântica. Mesmo assim, a Jovem Guarda teve uma grande influencia sobre a nova geração de artistas a partir da década de 70. Porém, este movimento foi muitas vezes criticado, pois manteve-se afastado da discussão dos problemas políticos do Brasil durante os primeiros ano de ditadura militar.

Os cantores/as que mais se destacaram neste movimento foram: Roberto, Erasmo, Wanderléa, Ronnie Von, Eduardo Araújo e Sylvinha Araújo, Wanderley Cardoso, Jerry Adriani, Martinha, Vanusa, Rossini Pinto, Leno e Lílian, Evinha (Trio Esperança), Deny e Dino, Paulo Sérgio, Dick Danello, Reginaldo Rossi, Sérgio Reis, Antônio Marcos, Kátia Cilene, Sérgio Murilo, Waldirene, Arthurzinho, Ed Wilson, Ronnie Cord, Jorge Ben Jor, Tim Maia, George Freedman, além de bandas como Golden Boys, Renato e Seus Blue Caps, Lafayette e seu Conjunto, Os Incríveis, Os Vips, Os Jovens, The Pops e The Fevers.